Acontecimentos inesperados podem acontecer com os estabelecimentos Comerciais, como, restaurantes, lojas, hotéis, supermercados e outros, como, por exemplo:

1- UM RESTAURANTE DE ALTO NÍVEL TEVE UMA QUEBRA NO DISPOSITIVO DE UMA DAS CÃMARAS FRIAS ONDE ESTAVAM ACONDICIONADOS LAGOSTAS E FRUTOS DO MAR, IMPORTADOS, ATRELADOS À COTAÇÃO DO DÓLAR. O FATURAMENTO COSTUMAVA SER DE R$ 5 MILHÕES E NAQUELA NOITE AS PERDAS SOMARIAM CERCA DE 1 MILHÃO SE NÃO HOUVESSE SEGURO.

2- RIO — Até sexta-feira, fiscais da Diretoria Técnica do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (Ipem/RJ) realizam, na Região dos Lagos, a “Operação Verão”. Eles irão visitar, entre outros estabelecimentos, supermercados, lojas de varejo, papelarias, drogarias e postos de combustíveis de Cabo Frio, Araruama, Saquarema e Rio das Ostras, entre outras cidades.

A finalidade é a de verificar se os produtos expostos para venda estão dentro das normas exigidas por lei. Postos de combustíveis também serão alvo da fiscalização, já que houve denúncias sobre a possibilidade de fraude nas bombas. Nestes estabelecimentos, os fiscais irão se certificar se as bombas estão aferidas de acordo com a determinação metrológica exigida, evitando assim que elas marquem mais do que estão realmente abastecendo e acabem lesando o consumidor. Os fiscais também irão verificar balanças e produtos pré-medidos em supermercados e lojas da região.

(Leia mais: https://oglobo.globo.com/economia/defesa-do-consumidor/ipem-rj-realiza-ate-sexta-feira-operacao-na-regiao-dos-lagos-22297584#ixzz5Guq2gCkv )

Outras situações, como acidentes com clientes, produtos estragados ou contaminados, ambiente infestados de pragas, podem causar muitos prejuízos aos estabelecimentos, além de enfraquecer a imagem, refletindo na perda de vendas e de consumidores, como em prejuízos causados por processos, multas, autuações e até interdições.

Com relação aos documentos fiscais, qualquer pequeno erro, por exemplo, na emissão de notas fiscais, pode gerar muita dor de cabeça e o risco de aplicação de multas para empresas e seus sócios gestores e seus gerentes.

Embora alguma parte das responsabilidades empresariais esteja amparada em outros ramos de seguros, como no seguro empresarial contra Incêndio, responsabilidade civil, automóvel e outros, nenhum destes garante a responsabilidade de gestão do negócio.


O SEGURO Gestão Protegida 360° é a solução mais completa de proteção para a gestão de uma empresa e assegura tranquilidade para a tomada de decisões;

Por que o Seguro Gestão Protegida 360° é uma excelente opção?

  • Porque é o único seguro de gestão que protege a Empresa, os gestores e os sócios gestores;
  • Porque tem cobertura para as exposições regulatórias, administrativas, previdenciárias, consumeristas, etc., da empresa;
  • Porque protege também as Pessoas Físicas dos administradores e Sócios Gestores;
  • Porque também fornece proteção para exposições trabalhistas por tratamento indevido (Ex.: Dano e assédio Moral);
  • Porque ampara as situações de Bloqueio de Bens e Penhora On-line dos gestores;
  • Porque cobre as custas Processuais e Honorários de Advogados, inclusive para ações relacionadas a Garantias Pessoais (Aval dos sócios gestores), etc.;
  • Porque também garante Multas e Penalidades aos gestores;
  • Porque respalda os gestores contra Responsabilidades Tributárias da empresa cuja responsabilidade possa recair em sua pessoa física.

SEGURO, de modo geral, é proteção necessária e importante para as pessoas e empresas e excelente “Ferramenta de Gestão” para empresas e seus gestores e o assunto não se esgota por aqui e, tão pouco, os acontecimentos que, a todo o momento, estampam as manchetes de jornais e ocupam nossos tribunais.

 

** Helder Lara Barbosa é Engenheiro Civil e Sócio Proprietário da Todo Risco Corretora de Seguros Ltda (31) 3222-3910 / 99977-8864