DECLARAÇÃO.docx

Belo Horizonte começou, a partir de meia-noite de quarta (17/3), o toque de recolher imposto pela onda roxa do programa Minas Consciente, do governo do estado. A medida vai até as 5h e tem validade de 15 dias.

A capitão Layla Brunella, chefe da assessoria de imprensa da Polícia Militar de Minas Gerais, deu detalhes de como será o trabalho da corporação em Belo Horizonte.

Segundo ela, haverá reforço no policiamento a partir do fim da tarde até o início da manhã do dia seguinte para garantir o cumprimento de todas as medidas definidas pelo decreto estadual.

Quanto ao toque de recolher, ela afirma que haverá uma primeira abordagem educacional. Em caso de reincidência, o cidadão pode até mesmo ser conduzido por cometimento de crime contra a saúde pública.

É preciso deixar claro que não queremos reprimir o trabalhador. Teremos blitz para fazer a abordagem a veículos. O objetivo é principalmente verificar a motivação (do deslocamento). O ideal é que a pessoa tenha alguma documentação para comprovar de imediato”, afirma Layla Brunella.

Para os trabalhadores do varejo alimentício, sugerimos a apresentação do crachá de identificação funcional ou a emissão de uma declaração da empresa ( modelo anexo).